segunda-feira, 30 de março de 2015


Em nossa Ribeirão, alguns pontos são conhecidos como cracolândia já que as autoridades não fazem nada ou fazem muito pouco por estas pessoas e estás regiões. 

Para citar alguns pontos onde o consumo e venda de drogas ocorre sem que ninguém faça nada temos: Perto do centro da cidade mais precisamente na Praça Schmidt que fica ao lado do pronto socorro central, próximo ao viaduto que corta a Via Norte e na Av. Álvaro de Lima próximo a Câmara Municipal. Esses são alguns locais e com certeza eu e você conhecemos muitos outros.

Hoje com algumas praças em estado de abandono muitas pessoas estão utilizando estás áreas para o consumo de drogas. Por exemplo, na praça conhecida como Praça da CETERP na Avenida Treze de Maio muitas pessoas ficam ao lado da praça para utilizar drogas e na outra praça também na Avenida de Treze de Maio, vários andarilhos utilizam a praça como moradia e como ponto de venda e utilização de drogas, inclusive utilizando a praça como moradia.

A guarda civil municipal recebeu em junho de 2014 dois ônibus equipados com câmeras de monitoramento, 300 unidades de spray de pimenta, 100 kits spark e arma de condutividade elétrica para utilizar no combate ao crack e no combate as drogas.

O programa ainda destinou para a Guarda Civil Municipal de Ribeirão Preto outros oito veículos, sendo quatro carros modelo Voyage 1.6 e quatro motocicletas modelo XRE 300.

Esses ônibus estão parados na base da guarda desde que foram entregues pelo projeto Crack é Possível Vencer, já o restante do material não sabemos onde e se estão sendo utilizados.

Segundo superintendente da Guarda Civil Municipal, André Tavares “Esses equipamentos e os micro-ônibus vão ajudar a melhorar a estrutura da Guarda Civil Municipal. Os guardas também já receberam capacitação coordenada e ministrada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública. As bases são fundamentais para nossa cidade, assim como as câmeras de monitoramento, como forma de coibir furtos e roubos. Esses benefícios garantirão melhores condições de segurança para a cidade”, concluiu na época Tavares.

Para que tenhamos ideia de como esses ônibus fariam diferença em nossa cidade, na Praça Romulo Morandini nos Campos Elíseos foi instalado uma câmera de monitoramento no cruzamento das Ruas José de Alencar com Rua Fábio Barreto e esta câmera fez com que o uso de drogas na praça caísse mais de 90% e com isso as criança, jovens e adultos voltaram a utilizar a praça.

Nosso pedido é que a Guarda Municipal passe a utilizar os ônibus de monitoramento em pontos de uso de drogas que são conhecidos de nossa cidade coibindo assim o uso e venda de drogas. Esses ônibus poderiam começar pela Praça Schmidt e pela Praça José Mortari na Vila Tibério, com isso com certeza o uso e venda de drogas iria cair fazendo com que as pessoas voltassem a frequentar as praças de nossa cidade.




0 comentários :

Postar um comentário