terça-feira, 10 de março de 2015


Hoje no programa Acorda Ribeirão falamos sobre o porque dos altos custos do valor dos combustíveis e falamos também se o preço da gasolina irá baixar com o aumento da mistura do álcool na gasolina.

Veja as questões que levantadas durante o programa.

Dia 16 de março será acrescentado mais 2% de álcool na mistura da gasolina com o aumento do álcool na gasolina o preço da gasolina irá diminuir?
De acordo com o Sindipetro-SP, a medida resultaria numa redução em torno de R$ 0,001 sobre o preço do litro da gasolina, com isso o valor da gasolina continuará o mesmo.

Quais os problemas que o aumento do álcool na gasolina vai resultar?
Carros antigos e importados sofrem com a mudança, as peças irão se desgastar mais rápido.
O consumo da gasolina em carros flex irá aumentar até 4% com a nova mistura.

Por que os combustíveis são tão caros no nosso País em relação a outros países?
Bom para termos uma ideias dessa relação vou citar uma Pesquisa publicada recentemente que mostrou o preço da gasolina em São Paulo era 70% mais cara do que em Nova York.
A razão dessa discrepância se deve ao peso da carga de impostos sobre os combustíveis. No caso, os impostos, as contribuições e as taxas nos Estados Unidos tudo somado equivale a 13% do preço final do combustível, enquanto aqui no Brasil a proporção é de 55% do preço final.
E para piorar nós brasileiros que temos uma renda bem inferior em relação aos norte-americanos pagamos muito mais pelo combustível se fizermos um comparativo na relação salário x combustível.

Outra pergunta constante que ouvimos entre os motoristas é: Porque o preço do combustível é tão alto no Brasil em relação aos países vizinhos como Argentina, Peru e Paraguai?
O incrível é que nossos vizinhos na América Latina não produzem petróleo e lá a gasolina é mais barata. O que mais deixa nos consumidores brasileiros inconformados é que a Petrobrás é a segunda maior petrolífera do mundo, o mercado automobilístico brasileiro é um dos maiores do mundo e está em constante expansão, somos pioneiros na produção do etanol e do biodiesel, o que deveria fazer com que o combustível fosse ainda mais barato.
Mas parece que o consumo de combustível é penalizado como se fosse crime ou até pecado abastecer o carro. Somos penalizados por impostos que quase chegam a 60%, ou seja, mais da metade do preço do litro do combustível. E os preços no norte do Brasil são ainda mais altos.

E quais são as taxas que nós pagamos?
As principais taxações sobre a gasolina nacional são as cobradas pelo ICMS, que representa 32% do valor pago e a CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que representa 21% do valor pago.

E o mito que somos autos suficientes na produção do petróleo?
A Petrobras não é auto suficiente ela importa petróleo, nós quase fomos em 2009 mas de lá para cá o consumo aumentou e a produção ficou quase a mesma.

Quais as consequências para as famílias com o constante aumento dos combustíveis?
A renda das famílias brasileiras é comprometida pelos aumentos do preço da gasolina e outros derivados do petróleo. Essa consequência é mais grave quando há uma valorização do petróleo em escala global, o que não vem ocorrendo. E a alta do preço da gasolina tem efeitos nocivos sobre o nível geral da inflação no país.
Os custos altos dos combustíveis tem um efeito desanimador sobre os investidores externos, que se tornam inseguros quanto ao país. Também afetam o setor produtivo, em toda a cadeia de produção, mas principalmente na distribuição de alimentos, que precisam ser transportados por estradas de rodagem em todo o país. Os produtores colocam esse custo embutido nos produtos para poderem ter seus lucros.

Ao invés de cortar gastos a presidente escolheu aumentar impostos
Em um país que se dizia autossuficiente em petróleo e hoje sabemos que não é nos somos um dos maiores produtores de etanol do mundo, os preços dos combustíveis para o consumidor brasileiro deveriam refletir essa boa posição. Já que produzimos boa parte do que consumimos. Com essa produção o mercado interno deveria receber tratamento justo em relação ao exterior, os cartéis que determinam o preço nas bombas de gasolina deveriam ser combatidos e punidos, levando a um preço honesto.
O Brasil é o único país do mundo onde a população não se beneficia pela riqueza de seus recursos naturais. Apenas os investidores internos, estrangeiros, o governo e poucos funcionários da estatal lucram com as riquezas minerais do país.

0 comentários :

Postar um comentário