segunda-feira, 27 de abril de 2015


Neste final de semana tivemos na cidade de Jardinópolis a chamada blitz da lei seca onde 13 pessoas foram autuadas. Foram feitos 139 teste do etilômetro conhecidos por bafômetro, ou seja, quase 10% das pessoas foram autuadas. Em nossa Ribeirão Preto já tivemos também a mesma blitz e a porcentagem de autuação é quase a mesma.

Enquanto não nos conscientizarmos de que bebida e direção não combinam estes números continuaram a aparecer e os acidentes continuaram acontecendo. O maior problema do álcool na direção é que quase sempre um inocente acaba sendo envolvido no acidente que na maioria das vezes o condutor alcoolizado é o causador e o acidentado por muitas vezes vem a falecer ou mesmo ficar com sequelas irreversíveis.

O condutor alcoolizado sempre acredita que está bem para dirigir, mas, pode ter certeza que ele não está e se fosse o contrário uma pessoa alcoolizada que tivesse cometido o acidente contra ele, ele seria o primeiro a dizer que álcool e direção não combinam.

O maior problema como eu já disse é que um acidente quase sempre tem uma vitima e quase sempre é uma vitima fatal e o motorista alcoolizado na maioria das vezes nem sabe que cometeu um crime e  este acidente com certeza deixará marcas na família dos envolvidos.

Portanto o que temos que ter é consciência e de uma vez por todas termos bem claro que bebida e direção não combinam.

0 comentários :

Postar um comentário