terça-feira, 28 de abril de 2015


Em época de Agrishow vemos constantemente nos noticiários que o governo liberou milhões para o agronegócio, desta maneira você deve pensar: então está fácil para o produtor investir pegando empréstimo junto ao governo com uma taxa de juros bem menor.

Vou contar uma historinha que ocorreu comigo ano passado na Agrishow.

Eu estava visitando o estande do Governo do Estado de SP e um senhor de nome Antônio estava ao meu lado e eu não pude deixar de prestar atenção no que ele falava, pois, estava falando alto e muito nervoso. Ele dizia que tinha estado em um estande de máquina onde ele tinha interesse em adquirir um maquinário, até ai sem problemas, o problema surgiu quando ele perguntou quando a empresa poderia entregar o maquinário que ele tinha interesse e o Sr. Antônio disse que iria fazer um financiamento pelo governo. A resposta que ele obteve é que demoraria entorno de seis meses para ele receber a máquina porque a burocracia que o governo colocava demorava muito para liberar o dinheiro para o financiamento.

Uma outra história que posso contar aconteceu com a Sra. Antônia Xavier aqui de Ribeirão Preto, ela possui uma chácara onde planta alface, tomate e outros produtos do gênero ela me ligou durante o programa Acorda Ribeirão quase chorando porque no final de semana que tinha passado toda a sua plantação havia sido destruída pela chuva que tinha ocorrido.

Fico imaginando quanto tempo essa senhora e sua família demoraram para conseguir superar o prejuízo.

Como o governo poderia ajudar nesse sentido já que diz ter o dinheiro liberado para o produtor.

O que eu proponho é que no caso do empréstimo pra o Sr. Antônio o governo desburocratize e facilite a entrada de recursos para este tipo de produtor e no caso da Sra. Antônia que o governo crie uma espécie de seguro para o produtor para assim assegurar uma renda para que este tipo de produtor que quase sempre utiliza o pequeno lucro da sua produção para sobreviver e voltar a produzir.

Se hoje o Agronegócio é quem leva o país para frente imagine se eles tivessem realmente os recursos que o governo diz liberar onde conseguiriam chegar e onde conseguiriam colocar o nosso país.

0 comentários :

Postar um comentário