Coração valente é o do brasileiro e não o da presidente


O governo federal irá cobrar a partir de setembro um novo tributo sobre os lucros dos bancos, até ai tudo bem, o problema é que nós já sabemos de quem os bancos irão cobrar pela diminuição de seus lucros.

Os bancos com certeza irão cobrar de nós correntistas ou você acha que o banco vai arcar com essa conta?

Tenho certeza que essa será mais uma conta que nós teremos que pagar já que hoje não conseguimos fazer nada sem uma conta em um banco.

O governo fala aos quatro cantos que está fazendo um ajuste fiscal e isso eu não vejo realmente ele fazer, vejo só conversa fiada e nada sendo colocado em prática.

Quem realmente está fazendo o ajuste fiscal são as donas de casa e os trabalhadores que com certeza sentem todos os dias o aumento nos alimentos, na luz, nos combustíveis e nos impostos.

A dona de casa hoje vai ao supermercado fazer suas compras e já não compra as mesmas coisas que há um mês e muito menos há um ano, ela tem que rebolar para continuar administrando a casa.

O trabalhador hoje dá graças a Deus por ainda ter seu emprego e no fim do mês acaba se desdobrando para conseguir colocar as contas em dia e ainda colocar comida na mesa, muitas vezes tem que escolher se come ou se paga conta.

O que deveríamos estar vendo é um governo cortando gastos, diminuindo ministérios, fazendo a reforma tributária e principalmente procurando manter os empregos dos trabalhadores, mas o que vemos é o contrário.

Vemos tudo aumentando, vemos o desemprego batendo na porta dos trabalhadores e o aumento cada dívidas dos trabalhadores.

Já chega de pagar a conta deste governo que não se preocupou em fazer a lição de casa e colocar nosso país para frente.

Precisamos de um governo que pense nos mais carentes, porque são essas pessoas que mais necessitam do governo. E a cada dia a lista de pessoas carentes vem aumentando já que muitas conquistas estão sendo jogadas na lata do lixo por este governo que se diz um governo dos trabalhadores. 

Hoje o slogan de campanha da então candidata Dilma deveria ser usado pelos brasileiros, nós é que temos o "coração valente" parta aguentar e suportar tudo isso.

Mais

Lugar de cachorro é na guia


Vimos no jornal hoje pela manhã uma briga entre vizinhos por um motivo relativamente bobo, o motivo da briga foi que um dos vizinhos acabou deixando seu cachorro solto na rua enquanto limpava a frente de sua residência, para seu azar seu vizinho saiu no mesmo momento e seu cachorro acabou indo de encontro ao seu vizinho. O vizinho acabou chutando o cachorro o que fez com que ambos brigassem.

Essa briga poderia facilmente ter sido evitada se o cachorro estivesse preso a sua coleira.

O vizinho atacado não tem o direito de chutar o cachorro, mas o mesmo também não sabe se o cachorro esta indo atacá-lo ou está apenas pretendendo brincar.

Este caso poderia ter um final ainda pior, pois o vizinho que deixou o cachorro solto poderia estar armado e poderia ter atacado o outro vizinho, fazendo com que a briga tivesse um final ainda pior, ou o outro vizinho poderia ter ficado assustado com o cachorro e ter saído correndo, com isso ele poderia tropeçar cair e machucar-se ou pior ainda, poderia enquanto correia ser atropelado já que poderia ter atravessado a rua e não veria os carros devido ao medo do cachorro, causando assim ferimentos graves ou até a sua morte. 

Resumidamente devemos sempre tomar cuidado com nossos animais, pois ele podem sim atacar um pedestre que passa por nossa casa mesmo que a vida toda do cachorro ele tenha se mostrado um cão dócil e calmo.

Nós ainda podemos esquecer nosso animalzinho de estimação para fora de casa e ele pode vir a sumir e depois ficar abandonado pelas ruas, trazendo assim uma tristeza muito grande para a família deste animal que desapareceu.

Devemos manter nossos cachorros na guia quando vamos passear e também não devemos esquecer de levar uma sacola plastica ou algo do gênero para coletar as fezes que os animais fazem pelo caminho.

Mais

Obras do PAC em Ribeirão cadê vocês?


A noticia que mais vemos em jornais, revistas, sites emeios de comunicação é sobre o tão falado ajuste fiscal.

E ai eu te pergunto quem está realmente fazendo o ajuste fiscal?

Se perguntarmos para os trabalhadores e para as donas de casa iremos ter a mesma resposta e está resposta é: "Quem está fazendo o ajuste fiscal somos nós trabalhadores e donas de casa que temos que nos apertar para pagar as contas e ainda colocar comida na mesa".

Nós não vemos o governo federal fazer a sua parte, só vemos o governo cortar os investimentos da educação, da saúde, da infraestrutura e assim por diante. Para piorar vemos somente a inflação aumentando o preço de tudo e muitos feches de família perderem o seu emprego e para quem tem a sorte de ainda estar empregado, tem que ficar feliz com o aumento no salário que está a baixo da inflação do ano passado, ou seja, nem a reposição salarial está conseguindo, resumidamente o que nós  comprávamos a um ano, hoje não compramos mais.

Com o governo fazendo cortes nos investimentos eu estou na dúvida se aquele dinheiro que viria por meio do PAC para as obras em Ribeirão realmente virá.

Já faz um bom tempo que este investimento foi anunciado e até agora nada das obras saírem do papel.

Não vejo mais ninguém nem tocando no assunto, parece que estão deixando o assunto em banho maria para ver se a população esquece e as obras ficam para um futuro que nunca chega.

Espero que as obras realmente venham para facilitar a vida de nós de Ribeirão Preto e espero que o governo federal comece a dar exemplos de que está fazendo alguma coisa para melhorar a nossa vida porque até agora não vimos nada.

O governo poderia ao invés de cortar investimentos, cortar Ministérios, ali sim teríamos uma economia já que os cargos existentes por lá seriam extintos e o dinheiro gasto nesses ministérios seriam economizados.

E o investimento na saúde, na educação e na infraestrutura continuariam.

OBRAS PREVISTAS
  1. Viaduto na J. Gonçalves com Francisco Junqueira
  2. Passarela entre a rodoviária e o camelódromo
  3. Pontes nas ruas José Bonifácio e Visconde de Inhaúma, sobre o córrego
  4. Túnel entre a Presidente Vargas e a Independência
  5. 279 abrigos padronizados em corredores de ônibus
  6. Dois terminais no centro e 8 mini-terminais em bairros 
  7. 56 km de faixas exclusivas para o transporte público
  8. 30 km de ciclovias integradas ao transporte
  9. Paisagismo ao longo da extensão do corredor

Mais

Semana do museu praticamente sem museu


Ontem foi o dia nacional do Museu e também estamos na semana dos museus, mas nós aqui de Ribeirão Preto não temos muito que comemorar.

Os dois principais museus de nossa cidade o Museu do café e o Museu Histórico encontram-se praticamente abandonados, os prédios necessitam urgentemente de reforma, além disso, parte do acervo foi roubada sendo necessária a instalação de câmeras para coibir a ação dos vândalos.

Com tudo isso dito eu te pergunto: Quando foi a última vez que você foi a um desses dois museus?

A minha resposta eu posso dizer que com certeza foi há muitos anos, quando ainda era criança e meu pai nos levava para passear nos domingos pela manhã.

E por que desse tempo todo de ausência na visitação aos museus, a resposta novamente tenho certeza que será a mesma que a sua. A resposta é que não tem nada de novo nos museus, aliás, tem sim, o que tem é o abandono e os espaços faltando pelos objetos levados.

Ontem falei sobre prédios abandonados em nossa cidade ( você pode ler aqui sobre este assunto) e um exemplo contrário aos prédios abandonados é o casarão que fica na Rua Tibiriçá, o casarão está praticamente como novo e dará abrigo a um museu, o Museu da Memória Italiana. Tá certo que o museu e o casarão são de propriedades particulares, mas com certeza estão tendo um cuidado e carinho com tudo o que está lá dentro, como o poder publico deveria ter com seus museus.

Portanto, estão aí duas coisas que deveriam andar praticamente de mãos dadas os museus e os antigos casarões de nossa cidade, um dando suporte ao outro e consequentemente mantendo a história de nossa cidade e preservando o nosso passado para que tenhamos um futuro.




Mais

Prédios históricos tombados até tombar


Em nossa cidade temos vários prédios tombados e consequentemente abandonados e por que isso acontece?

A resposta para essa pergunta é que os proprietários dos prédios em questão não tem interesse em manter os imóveis porque não podem utiliza-los da maneira que pretenderem. Esses prédios como estão tombados, podem somente sofrer reformas e manter as suas características da época de sua construção, assim um casarão só poderá ser um casarão e um hotel dificilmente será usado para outra finalidade.

Como os prédios não podem sofrer modificações os proprietários preferem deixa-los em estado de abandono torcendo para que caiam ou peguem fogo, essa segunda opção já ocorreu no antigo casarão na Rua Visconde de Inhaúma, o casarão em questão foi construído em 1922 e foi casa de um antigo prefeito de nossa cidade.

 Outros exemplos de prédios tombados e abandonados estão espalhados por nossa cidade, temos o prédio do antigo Hotel Brasil, na Avenida Jeronimo Gonçalves, temos também o casarão da Avenida Caramuru e no centro da cidade temos outros casarões.

Já que estes prédios não podem sofrer alterações por parte de seus proprietários a prefeitura deveria comprá-los, restaurá-los e dar uma função para eles, outra iniciativa que poderíamos ter por parte do poder público seria um incentivo atrás de isenção de IPTU para que seus proprietários os restaurassem.

Uma coisa é certa ficar do jeito que está não é possível mais e entra governo e sai governo e nada é feito.





Mais

Escolas sem segurança e sem vigias, roubo na certa


Hoje no Acorda Ribeirão abordamos a falta de segurança nas escolas de nossa cidade. Essa falta de segurança acontece principalmente nos finais de semana e no período noturno.

Alguns anos atrás nas escolas tínhamos os vigilantes ou guardas civis, hoje não temos nada, as escolas ficam abandonas a própria sorte.

Quando eu dava aula na Escola profissionalizante Dr. Celso Charuri conhecida como SENAI do Planalto Verde a escola foi assaltada algumas vezes, isso ocorreu depois que os vigilantes foram dispensados.

Nesta escola equipamentos caríssimos e que cabiam até em um bolso foram levados pelos assaltantes, trazendo assim prejuízo para os estudantes e aos cofres públicos.

Eu te pergunto: não sairia mais barato manter os vigilantes do que comprar os equipamentos novamente?

Pensando na falta desses vigilantes e a pedido do nosso ouvinte Anderson que mora no Jardim das Palmeiras pedi para que meu pai o vereador Corauci Neto entrasse com um projeto na Câmara Municipal pedindo explicações da falta de segurança nas escolas.

Mais

Terminal no centro da cidade sai ou não sai?


O terminal de ônibus urbano da catedral de Ribeirão Preto não sai do papel e com certeza muito estudo ainda será necessário para saber os reais impactos que a construção deste terminal causará na estrutura da nossa querida catedral.

Sabemos que as praças e a catedral são construções tombadas, portanto não podem sofrer alterações sem autorização, portanto tenho certeza que essa construção não será bem um terminal, será mais para um puxadinho para os usuários de ônibus. Para resumir não irá mudar quase nada para os usuários do transporte publico. Isso você pode ver na foto logo a baixo de como deve ficar o puxadinho.

Outra solução que começa ganhar força seria voltarmos a ter o antigo terminal Carlos Gomes. 

Terminal este destruído pelo então prefeito Luiz Roberto Jábali, este terminal foi destruído para a retirada dos ambulantes que ali estavam esta foi à justificativa apresentada pelo prefeito para a demolição.

Desde a demolição do terminal o centro da cidade foi super prejudicado, pois deixou de ter o terminal e passou a ter uma infinidade de pontos para suprir a falta do terminal. 

Com a falta do terminal os ônibus passaram a superlotar as ruas do centro da cidade e com isso o transito passou a ser quase que intransitável no centro da cidade.

Desta forma além dos usuários os comerciantes perderam, pois passaram a contar com menos clientes, pois muitas pessoas deixaram de vir para o centro devido ao transito caótico.

Por estes motivos eu te pergunto não teria sido mais fácil e econômico ter mantido o antigo terminal Carlos Gomes?

Se ele estivesse lá seria necessária somente uma modernização, eu sei que o antigo terminal não atendia todas as necessidades dos usuários, mas com certeza a falta dele é bem pior, pois as pessoas hoje se aglomeram nos pontos que por muitas vezes faltam bancos e falta cobertura contra o sol e chuva.

Por estes motivos o ideal teria sido um planejamento melhor antes da destruição do terminal assim com certeza iriamos ter economizado um bom dinheiro em impostos, os usuários de ônibus teriam tido um maior conforto e essa briga toda entre igreja e empresa de transporte teria sido evitada.



Mais

Chuva em Ribeirão é sinal de árvore no chão


Algumas árvores caíram no último domingo à noite durante a chuva e os ventos fortes em nossa cidade devido à chuva.

Eu te pergunto: devido ao grande número de árvores que caíram, aproximadamente 32, você não acha que muitas já estavam condenadas?

Vamos a uma historinha rápida.

No mês passado na Avenida Senador César Vergueiro uma garota parou seu carro próximo de uma árvore e para sua surpresa alguns minutos depois ela era procurada pelo segurança do local dizendo que uma árvore havia caído sobre seu carro.

Ela a principio não acreditou achou que se tratava de uma brincadeira do segurança, mas, infelizmente não era, mas, graças a Deus ninguém ficou ferido.

Essa era somente uma das árvores em nossa cidade que com certeza estavam ocas, com cupins ou condenadas, que estavam a espera de serem cortadas.

As árvores com cupins para piorar ainda causam outros transtornos para a população, pois, acabam quase sempre indo parar dentro de nossas casas.

E nós o que vemos por parte das autoridades?

O que vemos, alias, o que não vemos é a secretaria do meio ambiente fiscalizando as árvores de nossa cidade, mesmo quando nós moradores e comerciantes verificamos que a árvore está prestes a cair e ligamos na secretaria do meio ambiente nós quase nunca somos ouvidos e nunca vemos alguma medida sendo tomada.

Portanto o que precisamos é uma atenção maior das autoridades para esse assunto antes que outra árvore venha cair e ferir alguém.

Mais

Área azul grátis para idosos e portadores de deficiência


Estacionar no centro da cidade é sempre uma tarefa difícil mesmo tendo a Área Azul agora imagina se você é uma pessoa com deficiência ou um idoso. Com certeza além de procurar uma vaga vai precisar encontrar uma vaga que seja próxima do local onde você precisa ir e também terá que além de ser perto do local de seu destino tenha um local onde venda o cartão da área azul, tudo isso próximo um do outro.

Tenho certeza que isso será uma tarefa quase que impossível de ser realizada.

Pensando nisso sugeri ao meu pai o vereador Corauci Neto que entrasse com um projeto na Câmara Municipal isentando idosos e pessoas com deficiência do pagamento do cartão da área azul.

Desta maneira ficará mais fácil para essas pessoas encontrarem um local para estacionar, pois, terão apenas que encontrar uma vaga próxima ao seu local de destino e não mais uma vaga que seja próxima da venda do cartão e próxima do seu local de destino.

Tenho certeza que este projeto trará conforto e comodidade para essas pessoas que por muitas vezes são esquecidas pela sociedade.

Mais

Semana de proteção aos animais


Vemos nos dias de hoje muitos maus-tratos com animais e principalmente vemos animais abandonados pelas ruas de nossa cidade.

E por que de tantos animais abandonados?

Um dos motivo é a falta de politica por parte da prefeitura com relação ao controle destes animais.

Outro motivo é a falta de conscientização das pessoas que um animal de estimação não é para uma semana, um mês ou um ano. A criação deste animal é para a vida toda. 

Vemos este acontecimento principalmente perto da Páscoa quando, os pais acabam atendendo aos pedidos de seus filhos e acabam comprando um coelho de estimação. 

Até ai tudo bem. O problema começa quando este animal de estimação começa a crescer e a criança perde o interesse pelo seu bichinho de estimação. Com isso muitas vezes o animalzinho é abandonado hora nas ruas, hora em terrenos.

Pensando neste caso sugeri ao meu pai o vereador Corauci Neto que fosse criada a semana de proteção dos animais.

Está semana será na primeira semana de outubro.

Com este projeto a prefeitura poderá instituir novas politicas para o controle dos animais e a principal motivação para este projeto veio da ideia de uma amiga que sugeriu que as crianças das escolas passassem a ter palestras sobre a necessidade de cuidar de seus animais. 

Desta maneira começariam desde criança a conhecer as necessidades de cada animalzinho e com isso teriam maior cuidado com eles.

Com esta pratica nas escolas, tenho certeza também que em um futuro breve estas crianças que serão adultas terão uma consciência melhor de como cuidar dos animais, fazendo assim que não abandonem os seus animais de estimação.


Mais

Mais Ecopontos em Ribeirão Preto


A pouco mais de um mês durante o programa Acorda Ribeirão a Senhora Glória que mora no centro de Ribeirão Preto participou do programa perguntando onde ela deveria descartar pilhas, baterias e um computador velho que ela tinha em casa.

Durante o programa informei a Senhora Glória que o que ela estava querendo jogar fora na verdade é conhecido como lixo eletrônico e por lei não pode ser descartado em qualquer lugar pois, pode contaminar o solo e consequentemente a água.

Informei a ela também que o único local em Ribeirão Preto que a prefeitura disponibiliza para esse tipo de descarte fica na secretaria do meio ambiente que fica na Rua Cerqueira Cesar, 1.988 lá no alto da cidade.

Ai eu te pergunto: Se você mora longe da secretaria você vai sair de casa só para levar o lixo até lá?

Com certeza você mesmo querendo dar o destino correto para o lixo vai acabar deixando ele na porta de casa para ver se alguém recolhe o que quase sempre acontece e quase sempre alguém leva esse tipo de lixo embora, mas pode ter certeza que o lugar certo para esse tipo de lixo não será usado por quem levou embora o lixo e com certeza dificilmente você não irá sair da sua casa para deixar o lixo no centro da cidade.

O local para recolhimento deste tipo de lixo é chamado de Ecoponto.

Anteriormente eu já tinha falado sobre a necessidade de termos mais Ecopontos em nossa cidade como você pode ler aqui.(clique para saber mais)

Pensando nisso sugeri ao meu pai o vereador Corauci Neto que entrasse com um pedido junto a Câmara Municipal para que sejam criados outros pontos de recolhimento deste tipo de lixo em nossa cidade como você pode ver na cópia do projeto no final desta página.

Com a criação de mais Ecopontos para o descarte deste tipo de lixo com certeza um ficará próximo da sua casa e com certeza você irá dar o descarte correto para este tipo de lixo.

Assim a prefeitura fará a sua parte e você também fará a sua parte fazendo com que tenhamos uma cidade mais limpa e ecologicamente correta.


Mais

Agrishow esse ano foi um sucesso?


Terminada a Agrishow vemos que o volume de negócios na feira caiu aproximadamente 30% e por que dessa diminuição no volume de negócios.

Eu estava na semana passada conversando com um amigo o Sr. Antônio e ele me confidenciou que ele fez uma visita recentemente a um fazendeiro famoso da região o Sr. Antônio e esse fazendeiro são amigos de infância. O Sr. Antônio perguntou ao fazendeiro se ele estava animado com a chegada da Agrishow já que todos os anos o fazendeiro tinha ido até a feira e feito grande negócios. O fazendeiro respondeu ao Sr. Antônio o seguinte:

"_ Este ano não vou à Agrishow não. Não vou pôquer vou ficar com vontade de fazer novos investimentos na minha fazenda e eu não sei como vai ser a vida daqui para frente, vai que essa paradeira do mercado continua e eu não vou ter como pagar pelo investimento."

O Sr. Antônio me disse que ficou surpreso já que o fazendeiro que ele costuma chamar de Dr. Rubens sempre foi à feira e sempre fez grandes investimentos.

Para mim essa posição do fazendeiro soa até que de maneira normal já que nosso país está numa paradeira só, o comercio praticamente não vende e as indústrias quase não produzem mais nada. O desemprego hoje batendo a porta dos brasileiros e nós não vemos um a luz no fim do túnel, nós não vemos um futuro promissor.

Portanto some a tudo isso as altas taxas, a desconfiança do mercado e a desconfiança do agronegócio nós veremos que esses 30% a menos de negócios é perfeitamente justificável.

O que precisamos é de uma politica por parte do governo para que os investimentos voltem e nosso país volte a crescer, uma das maneiras para incentivar o crescimento é a diminuição da carga tributária e o incentivo a produção no campo e na indústria.

Mais